Cadastre seu e-mail e
receba novas ofertas!

Blefarite - Diagnóstico e Tratamento

O que é blefarite?

A blefarite é uma inflamação comum e persistente das pálpebras. Produz sintomas tais como irritação, prurido e, em alguns casos, olho vermelho.

A blefarite afeta frequentemente as pessoas que tem tendência a apresentar pele oleosa, caspa e secura ocular. A blefarite pode começar na infância, causando granulação nas pálpebras e continuar por toda a vida como uma afecção crônica, ou iniciar mais tardiamente na vida.
 

blefarite, o que é blefarite, o que e blefarite, como se trata blefarite, tratamento da blefarite, tratamento da blefarite sp, blefarite em sp, blefarite sp, especialista em blefarite, remedio para blefarite, remédio para blefarite, cura da blefarite, blefarite nas palpebras, blefarite olho, blefarite palpebra

A superfície da pele normal contém bactérias e, em certas pessoas, tais bactérias estão presentes na pele da base dos cílios. A irritação resultante, às vezes associada com a atividade excessiva das glândulas sebáceas vizinhas, produz escamas parecidas com caspa e partículas que se formam ao longo dos cílios e pálpebras.

blefarite, o que é blefarite, o que e blefarite, como se trata blefarite, tratamento da blefarite, tratamento da blefarite sp, blefarite em sp, blefarite sp, especialista em blefarite, remedio para blefarite, remédio para blefarite, cura da blefarite, blefarite nas palpebras, blefarite olho, blefarite palpebra

Em algumas ocasiões, as escamas ou as bactérias produzem somente irritação e prurido leves, porém em outras podem causar ardência e sensação de areia nos olhos. A blefarite pode conduzir a complicações mais graves, como inflamação dos tecidos oculares, em especial a córnea.

Como se trata a blefarite?

A blefarite pode não ser curável, porém é possível controlá-la mediante algumas medidas diárias:

Pelo menos duas vezes ao dia, aplique compressas mornas sobre as pálpebras fechadas durante dois a três minutos. Este procedimento descola as escamas e detritos, além de solubilizar as secreções oleosas das glândulas sebáceas tarsais, prevenindo assim o aparecimento de calázio, que é um tipo de inflamação da glândula sebácea palpebral.

Utilizando a ponta do seu dedo envolta em um pano fino ou uma haste de algodão (cotonete), esfregue com delicadeza a base dos cílios aproximadamente 15 segundos em cada pálpebra.

Se o médico prescreveu pomada com antibiótico, aplique uma pequena quantidade na base dos cílios, preferencialmente na hora de dormir.

Estas simples medidas higiênicas diárias reduzirão ao mínimo a necessidade de medicações adicionais que alguns pacientes requerem para controlar seus sintomas:

Lágrimas artificiais: Deve ser aplicada para aliviar os sintomas de olho seco.

Corticoesteróides oculares: Podem ser utilizadas por um breve período de tempo para reduzir a inflamação.

Pomada com antibiótico ou comprimidos antibióticos: Podem ser empregados para reduzir a quantidade de bactérias nas pálpebras.


Na blefarite, as pálpebras superior e inferior estão recobertas por detritos oleosos e bactérias em tono da base nos cílios. O paciente refere irritação ocular e em certos casos, inflamação do olho. A limpeza regular e completa da borda palpebral contribui para o controle da blefarite.

Saiba mais:


Importante:

As enfermidades do olho podem manifestar-se a qualquer idade. Muitas delas não causam sintomas até que tenham produzido lesão. Por isso exames médicos realizados regularmente por um oftalmologista são muito importantes, já que muitos casos de cegueira são preveníveis quando são diagnosticadas e tratadas a tempo.