Cadastre seu e-mail e
receba novas ofertas!

Obstrução do canal lacrimal

Obstrução do canal lacrimal: Como lidar como problema em crianças
 
Obstrução do canal lacrimal, Obstrucao do canal lacrimal, Obstrução da via lacrimal, Obstrucao da via lacrimal, Obstrução do canal lacrimal sp, Obstrucao do canal lacrimal sp, Obstrução da via lacrimal sp, Obstrucao da via lacrimal sp, Obstrução do canal lacrimal em bebe, Obstrucao do canal lacrimal em bebe, Obstrução da via lacrimal em bebe, Obstrucao da via lacrimal em bebe, Obstrução do canal lacrimal em crianaca, Obstrucao do canal lacrimal em crianca, Obstrução da via lacrimal em crianca, Obstrucao da via lacrimal em crianca, Obstrução do canal lacrimal em criança, Obstrucao do canal lacrimal em criança, Obstrução da via lacrimal em criança, Obstrucao da via lacrimal em criança, obstrução do ducto nasolacrimal, canal da lagrima entupido, lacrimejamento, obstrução congênita do ducto nasolacrimal, obstrução da drenagem da lágrima
 
Via lacrimal obstruída
 
A obstrução do canal lacrimal é uma condição muito comum e, felizmente, benigna, na qual os únicos que sofrem são os pais, visto que o bebê é sempre assintomático e nem percebe que tem algo errado com os seus olhinhos.
 
São os pais que ficam incomodados com o lacrimejamento constante da criança.
 
Para entender melhor essa condição é preciso saber o que é o ducto nasolacrimal. Quem nunca sentiu o gosto da lágrima na garganta depois de chorar? Ou, então, pingou um colírio nos olhos e percebeu um gosto amargo na boca?
 
Obstrução do canal lacrimal, Obstrucao do canal lacrimal, Obstrução da via lacrimal, Obstrucao da via lacrimal, Obstrução do canal lacrimal sp, Obstrucao do canal lacrimal sp, Obstrução da via lacrimal sp, Obstrucao da via lacrimal sp, Obstrução do canal lacrimal em bebe, Obstrucao do canal lacrimal em bebe, Obstrução da via lacrimal em bebe, Obstrucao da via lacrimal em bebe, Obstrução do canal lacrimal em crianaca, Obstrucao do canal lacrimal em crianca, Obstrução da via lacrimal em crianca, Obstrucao da via lacrimal em crianca, Obstrução do canal lacrimal em criança, Obstrucao do canal lacrimal em criança, Obstrução da via lacrimal em criança, Obstrucao da via lacrimal em criança, obstrução do ducto nasolacrimal, canal da lagrima entupido, lacrimejamento, obstrução congênita do ducto nasolacrimal, obstrução da drenagem da lágrima
Via lacrimal pérvia
 
Isso acontece porque existe uma comunicação da parte externa dos olhos com o nariz, e deste com a boca e garganta. O canal (ou ducto) que leva a lágrima para a parte interna do nariz é o ducto nasolacrimal. Esse ducto é muito fino, e logo que os bebês nascem, está obstruído por uma membrana bem delicada.
 
Quando o bebê dá o primeiro choro, a lágrima é empurrada através do ducto nasolacrimal e, por fazer uma pressão muito grande sobre aquela membrana, geralmente consegue rompê-la, tornando livre a passagem da lágrima até o nariz e, conseqüentemente, à garganta. Isso é o que acontece na maioria dos bebês.
 
Em cerca de 1/3 dos bebês o primeiro choro não é suficiente para romper a membrana.
 
Nesses casos, a lágrima não pode ser drenada para o nariz e se acumula nos olhos, fazendo com que estejam sempre molhados, a qualquer hora do dia. Isso não traz nenhum desconforto para a criança, ainda que se acumule uma pequena quantidade de secreção mucosa no canto dos olhos. No entanto, os olhos devem ser constantemente limpos com lenços de papel descartável para evitar que sofram contaminação e se transformem em conjuntivite.
 
Cerca de 80% dos casos de obstrução do ducto nasolacrimal se resolvem espontaneamente até que a criança complete o primeiro ano de vida. Mas alguns pais não conseguem ficar apenas esperando que tudo se resolva com o tempo, então o oftalmologista pode orientar como fazer uma massagem no canto do olho (bem próximo do nariz) para abreviar o problema.
 
Essa massagem força a lágrima através do ducto nasolacrimal, e a pressão aumentada no interior do ducto pode fazer com que a membrana se rompa, resolvendo definitivamente a obstrução.
 
Obstrução do canal lacrimal, Obstrucao do canal lacrimal, Obstrução da via lacrimal, Obstrucao da via lacrimal, Obstrução do canal lacrimal sp, Obstrucao do canal lacrimal sp, Obstrução da via lacrimal sp, Obstrucao da via lacrimal sp, Obstrução do canal lacrimal em bebe, Obstrucao do canal lacrimal em bebe, Obstrução da via lacrimal em bebe, Obstrucao da via lacrimal em bebe, Obstrução do canal lacrimal em crianaca, Obstrucao do canal lacrimal em crianca, Obstrução da via lacrimal em crianca, Obstrucao da via lacrimal em crianca, Obstrução do canal lacrimal em criança, Obstrucao do canal lacrimal em criança, Obstrução da via lacrimal em criança, Obstrucao da via lacrimal em criança, obstrução do ducto nasolacrimal, canal da lagrima entupido, lacrimejamento, obstrução congênita do ducto nasolacrimal, obstrução da drenagem da lágrima
 
Nas crianças em que não há resolução da obstrução até o primeiro ano de vida, pode-se fazer uma sondagem da via lacrimal, que consiste na introdução de uma haste delicada através do ducto, que rompe mecanicamente a membrana e torna o caminho da lágrima até a garganta livre de obstáculos. Esse procedimento é muito simples e seguro, feito sob sedação, e resolve cerca de 95% dos casos que não se curaram espontaneamente.
 
Poucos casos de obstrução da drenagem da lágrima são refratários ao tratamento ou recidivantes.
 
Nesses casos, pode-se tentar uma nova sondagem, ou o implante de um delicado tubinho de silicone no ducto nasolacrimal, a fim de que ele mantenha aberta a passagem da lágrima até que se forme uma camada de células de revestimento da parede do ducto, o que impede uma nova obstrução.
 
A obstrução congênita do ducto nasolacrimal é um dos problemas oculares mais simples de serem resolvidos na criança. No entanto, existem outras doenças oculares mais graves que provocam lacrimejamento excessivo em recém-nascidos, como glaucoma congênito e conjuntivite adquirida durante o parto. Portanto, é importante que um oftalmologista faça o diagnóstico de obstrução e oriente os pais devem quanto à conduta mais adequada.
 
Saiba mais:
 
Para marcar sua consulta em nossa clinica, ligue para tel (011) 2099-1110. Durante a avaliação médica você poderá esclarecer todas as suas dúvidas.
 
IMPORTANTE: As informações contidas neste site são somente de caráter geral com o objetivo de divulgar conhecimentos na especialidade de Oftalmologia. Estas informações não têm a pretensão de substituir etapas do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de cirurgia. Você deve sempre procurar um médico adequadamente treinado para realizar os procedimentos mencionados neste site ou em qualquer outro na Internet.