Cadastre seu e-mail e
receba novas ofertas!

Recursos Ópticos

São recursos para baixa visão que utilizam lentes ou combinação de lentes para uma magnificar (ampliar) as imagens que sobre a retina. 


Como os portadores de visão subnormal enxergam usualmente letras e objetos grandes, e não pequenos, estes recursos “fazem de conta” que as letras ficam maiores, facilitando assim a sua visualização. Não devem ser confundidos com óculos comuns.
 
Há, basicamente, cinco tipos de recursos ópticos: 
 
          Óculos com lentes de alto grau
 
          Lupas de mão
 
          Lupas com apoio
 
          Telescópios
 
          CCTV (closed circuit TV) 

Nenhum recurso óptico pode ser usado para andar, se locomover de um lugar para o outro.
 
Eles são próprios para atividades específicas, como., como ler, escrever, fazer trabalhos manuais, etc...

Há um grau correto que será determinado pelo Oftalmologista junto com o Ortoptista, de acordo com a acuidade visual e a doença de base que o paciente apresenta.

É muito importante que se realize um treinamento antes da prescrição destes auxílios, pois é necessário aprender o seu manuseio correto, distância adequada e o mais importante: o paciente deve aprender a usar a sua visão residual, caso contrário a adaptação destes recursos não terá sucesso. 
 
Óculos de alto grau: são lentes com graus bem mais fortes que as lentes regulares. Devido ao grau elevado, a pessoa necessita trazer o texto bem próximo para mantê-lo em foco. Essa posição é, no início, desconfortável, melhorando à medida que a pessoa se adapta a essa nova situação. Não adianta pedir para o médico prescrever “lentes mais fortes”, pois: quanto mais forte for a lente, mais perto dos olhos os objetos devem ficar e o campo de visão acaba sendo reduzido, o que provoca mais lentidão na leitura e mais cansaço também.


 
Lupas de mão: geralmente é o primeiro auxílio óptico que as pessoas adquirem independentemente da prescrição médica, pois é de fácil aquisição nas óticas e supermercados. Adequadamente selecionadas, podem ser bastante úteis.


 

Lupas com apoio: são lupas que têm uma base que se apóia no texto, mantendo o foco permanentemente. Alguns modelos podem acoplar iluminação. Necessitam sempre de uma base de apoio para leitura, porém, existem lupas deste tipo que aumentam a imagem até 12 vezes.


Telescópios: geralmente são utilizados para visão à distância, como leitura de placas, semáforos, letreiro de ônibus e principalmente cópia em lousa para crianças.


CCTV: É um sistema de câmera de televisão acoplada a um monitor que tem por finalidade ampliar o texto focalizado pela câmera. 

 

Auxílios não ópticos
 
São recursos que não utilizam lentes, incluindo todos os materiais que podem auxiliar as pessoas com visão subnormal a utilizarem da melhor forma a sua visão. Por exemplo, livros falados ou com letras grandes, revistas e jornais impressos com tipos maiores, baralhos com figuras e números grandes e cores fortes.
 
As pessoas com baixa visão conseguem ver melhor a televisão assistindo bem próximo à tela. É crença popular que tal procedimento é prejudicial à saúde das pessoas, o que não é verdade. Óculos com lentes filtrantes são muito úteis no controle da iluminação para quem tem fotofobia (aversão á luz) e podem melhorar a sensibilidade ao contraste dos materiais.
 
A iluminação correta é um fator importante dentro da visão subnormal. Somente para ilustração, uma pessoa de 60 anos, sem doenças oculares, necessita de duas vezes mais iluminação que uma pessoa de 20 anos para ter o mesmo conforto visual. Ela deve estar sempre dirigida para o texto, evitando estar direcionada para os olhos da pessoa.Cirurgia