Todos os campos são obrigatórios.

Obs.: a data e horário solicitado por você serão submetidos a disponibilidade, após a verificação na agenda da clínica. Você receberá um contato para confirmação da consulta.

Fechar formulário

Visão subnormal – Baixa visão

Canal Aptomed

O que é Visão subnormal?

Visão subnormal ou baixa visão é um comprometimento da função visual que impossibilita uma visão útil para os afazeres habituais, mesmo após tratamento e/ou correção dos erros refrativos comuns como uso de óculos, lentes de contato ou implante de lentes intra-oculares.

Quando uma pessoa pode ser considerada como portadora de visão subnormal?

Considera-se com visão subnormal a pessoa que apresenta uma acuidade visual abaixo de 20/60 ou 0,3 e que também pode apresentar uma alteração do campo visual, ou seja, a pessoa pode enxergar como se estivesse vendo por dentro de um tubo (ausência ou diminuição da visão periférica) ou com uma mancha escura na parte central da visão.

Então, quem tem visão subnormal não é cego?

A visão subnormal não deve ser confundida com a cegueira, pois o portador de visão subnormal tem uma visão útil e é capaz de ler tipos impressos ampliados com auxílios ópticos, que são lentes especiais que ampliam as imagens.

Quais são as principais causas de baixa visão?

As causas de baixa visão são muito diferentes em crianças e adultos. Em crianças a baixa visão é geralmente congênita (presente no nascimento) como nos casos de retinocoroidite macular por toxoplasmose, catarata congênita, glaucoma congênito, amaurose congênita de Leber e outros. A prematuridade também pode gerar deficiência visual e desencadear visão subnormal. Nos adultos a baixa visão pode ser adquirida por doenças como diabetes, descolamento de retina, glaucoma, catarata, traumas oculares e a degeneração senil da mácula, ou seja, envelhecimento da retina (tecido sensível à luz no fundo do olho). Esta degeneração ocorre apenas em pacientes idosos. É importante salientar que, apesar de ser mais freqüente em idosos, a visão subnormal pode acontecer em qualquer idade.

Quando a pessoa deve ser encaminhada para um serviço de visão subnormal?

O paciente deve ser encaminhado para visão subnormal quando tem esgotados todos os tratamentos clínicos e/ou cirúrgicos e a sua visão remanescente não é suficiente para a realização das tarefas da vida diária. Mas mesmo freqëntando este serviço é necessário continuar acompanhando com o oftalmologista que faz o tratamento da doença que causou o problema.

O que é feito no atendimento de visão subnormal?

O atendimento em Visão Subnormal tem como objetivo proporcionar melhor qualidade de vida aos indivíduos através de um melhor aproveitamento da visão. As necessidades individuais e condições funcionais de cada paciente e a possibilidade de adaptar auxílios ópticos e não ópticos são avaliadas. Após determinar o recurso adequado são realizados treinamentos que consistem no aprendizado do manuseio correto do auxílio e da utilização da visão residual.

O atendimento de visão subnormal pode ser feito em qualquer idade?

Esta adaptação pode ser realizada desde as etapas iniciais de alfabetização até durante o processo de reabilitação de adultos e idosos. Bebês e crianças devem receber uma atenção especial quanto ao seu desenvolvimento (intervenção precoce) e inclusão escolar

Que tipos de recursos são usados para o portador de visão subnormal?

São usados recursos ópticos (lentes que ampliam a imagem) e adaptações ambientais (recursos não ópticos) que auxiliam a pessoa com baixa visão, permitindo que ela utilize o seu residuo visual de ma forma mais útil.

Quais são os auxílios ópticos e não ópticos mais utilizados em baixa visão?

Para perto: são auxílios que ampliam a imagem em tarefas para bem perto dos olhos,como na escrita, leitura, costura, jogos, trabalhos manuais, escolher arroz, feijão, etc. São lentes montadas em lupas manuais ou de apoio, óculos esfero-prismáticos, esféricos e asféricos

Para longe: são recursos utilizados para tarefas de meia distância ou longe, tais como leitura e cópia da lousa, enxergar sinais de transito, placas de rua, vitrines de loja, assistir televisão etc, O principal aparelho usado para estas atividades é a telelupa ou telescópio.

Auxílios não ópticos e ampliação eletrônica

Auxílios que melhorar o aproveitamento da visão através de adaptações ambientais não envolvedo lentes corretivas, tais como melhora da iluminação, uso de objetos grandes, ampliação da impressão para leitura, suporte para leitura, contraste de cor, melhor posicionamento em sala de aula e finalmente lupas eletrônicas, adaptação a tela do computador, programas de ampliação de imagem, etc.